/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Duração c. 60min.
Teatro de marionetas | Maiores de 9 anos
Sexta-feira 09 Março | 10h00 e 15h00 Sábado 10 Março | 16h00
A Ilha Desconhecida
Cie Allinéa
Pequeno Auditório
"Um homem foi bater à porta do rei e disse-lhe, Dá-me um barco (...) E tu para que queres um barco,
pode-se saber (…), Para ir à procura da ilha desconhecida, respondeu o homem, Que ilha desconhecida, perguntou o rei disfarçando o riso, como se tivesse na sua frente um louco varrido (…) A ilha desconhecida, repetiu o homem(…), A quem ouviste falar dela, perguntou o rei agora mais sério, A ninguém, Nesse caso, porque teimas em dizer que ela existe, Simplesmente porque é impossível que não exista uma ilha desconhecida, ..."
 
In O conto da ilha desconhecida, José Saramago (Expo'98/Assírio e Alvim, 1997)
 
Nesta história que viajou do papel para o palco, há uma voz que guarda em si outras vozes. Há um homem esculpido em madeira e uma mulher em tecido bordado, marionetas como nós humanas. Há estalidos de barco e sopros do mar. Há o desabrigo de quem se arrisca mar dentro e o abraço amigo de quem parte connosco… 
 
Haverá Ilha Desconhecida?
Criação, interpretação Brice Coupey; Encenação e marionetas Ombline de Benque; Trabalho de actor Caroline Nardi Gilleta; Música Sylvain Lemêtre; Cenário Claire Vialon; Luz Laurent Patissier; Co-produção Équinoxe Scène Nationale de Châteauroux / Ville d'Argenteuil; Co-produção para a criação da versão em português Centro Cultural Vila Flor e Theatro Circo Parceiros Instituto Camões / Espace Périphérique (Ville de Paris, Parc de la Villette) / Comme Vous Emoi; Apoio Théâtre Sans toit

Projecto apresentado no âmbito da Rede Quadrilátero
Co-financiada por ON.2 - Programa Operacional da Região do Norte, QREN, União Europeia - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional 
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800