/ Sinopse
/ voltar
Quinta, 13 Novembro a Sábado, 22 Novembro
Música
Guimarães Jazz 2008
Com um historial de excepção, o Guimarães Jazz tem apresentado, ao longo das últimas edições, cartazes de luxo que mantêm o evento no topo dos mais importantes acontecimentos jazzísticos em Portugal. Conhecida por ser uma das melhores a nível nacional e internacional, a programação do Guimarães Jazz aposta em propostas esteticamente plurais e abrangentes, capazes de agradar a diferentes fatias do público amante do jazz.

Breve retrospectiva histórica
O Guimarães Jazz conseguiu, ao longo da sua existência, conquistar um lugar de destaque no panorama do jazz nacional e internacional e é, hoje, um festival de referência. O Guimarães Jazz evoluiu positivamente, adquiriu corpo, consolidou-se ao nível artístico e da produção. Este evento nasceu num determinado contexto (poucos festivais) e desenvolveu-se naturalmente. Na altura, veio preencher uma lacuna que existia a Norte do país, onde só se realizava, de uma forma irregular, o Festival de Jazz do Porto. O seu aparecimento no panorama nacional surgiu a partir do esforço colectivo da Câmara Municipal de Guimarães e do Convívio Associação Cultural. António Ferro ocupou o cargo de director artístico do Guimarães Jazz, desde 1992 (1ª edição) até 1995. Desde essa data, a Direcção Artística está a cargo de Ivo Martins e permanecem ainda na Comissão organizadora do festival muitos dos elementos que fizeram a primeira edição, constituindo este facto uma mais valia.
Ditam as estatísticas que, de um modo geral, em todos os países europeus, nos Estados Unidos e Japão, 5% da sua população participa directa ou indirectamente no fenómeno jazzístico. Em Portugal, os números não são conhecidos, calculando-se que ficam abaixo do valor percentual acima referido. Tendo em conta esta média, o Guimarães Jazz preocupa-se em cativar um público jovem, fidelizar os seus seguidores, através de projectos pouco reconhecidos aquém e além fronteiras.
O Guimarães Jazz tem tido a coragem de lutar contra o imobilismo, questionar dados adquiridos, apresentar algumas soluções que derrubem barreiras e abram novas perspectivas. A programação do Guimarães Jazz pretende aliciar sem ceder. Por isso, a aposta vai para os projectos, nos quais se aprecia, sobretudo, as ideias dos músicos. A personalidade e a individualidade diluem-se, dando lugar à obra, ao colectivo. Aberto às modificações do meio envolvente, o Guimarães Jazz tenta dar a conhecer uma Arte com cerca de um século de vida.

 


 


Sábado, 22 Novembro | 22h00
Metropole Orchestra
Conducted by Vince Mendoza
Música | Grande Auditório
Fundada por Dolf van der Linden em 1945, na Holanda, a Metropole Orchestra é actualmente, uma das mais importantes orquestras. Conhecida pelo seu vasto repertório, tem trabalhado com conceituados músicos da cena jazzística, mas também da música pop, recebendo grandes elogios pela qualidade dos seus desempenhos. Sob a direcção de Vince Mendoza - vencedor de três Grammys -, a Metropole Orchestra continua a crescer e a experimentar novas sonoridades. ler mais

Sexta, 21 Novembro | 22h00
Kenny Barron Trio
Música | Grande Auditório
Kenny Barron nasceu em Filadélfia, em 1943 e é considerado "um dos maiores pianistas de jazz do mundo". Tendo acompanhado alguns dos grandes nomes desta música, adaptou-se com facilidade a todos os contextos que lhe surgiram e tem conseguido manter um elevado nível artístico nas suas prestações. Este facto permitiu-lhe desenvolver uma espécie de "talento de camaleão" que desencoraja qualquer tentativa de definir a sua singularidade. ler mais

Quinta, 20 Novembro | 22h00
The Cookers
Música | Grande Auditório
Instrumentista de apurada técnica e invenção, Lee Morgan foi um dos melhores trompetistas da década de 60. Morreu precocemente aos 33 anos de idade, o que o impediu de desenvolver todas as suas potencialidades. Considerado discípulo de Clifford Brown, Lee Morgan era dotado de uma técnica e de um virtuosismo poderoso e potente nos registos mais altos. Atento às flutuações do jazz, dividia as estruturas das suas peças entre o blues, o r&b, ou o mambo, até improvisações modais, desenvolvidas por Miles Davis e Bill Evans.  ler mais

Quarta, 19 Novembro | 22h00
Marcus Strickland Quintet
Música | Grande Auditório
Jovem saxofonista soprano e tenor, Marcus Strickland distingue-se pela desenvoltura instrumental da sua técnica, mas também pelo facto de ser ainda muito jovem. Strickland nasceu em 1979 em Miami - Florida, mas mudou-se para Nova Iorque em 1997. O seu pai, baterista e entusiasta do jazz, foi uma das suas primeiras influências.  ler mais

Domingo, 16 Novembro | 16h00
Conferência com Django Bates
Ass. Cultural Convívio
Música | Outros Locais
No dia seguinte ao seu concerto no Guimarães Jazz, Django Bates protagoniza uma conferência na qual o músico abordará a sua obra, de uma forma espontânea e através de demonstrações simples. Uma oportunidade rara para conhecer de perto o talento de Django Bates. ler mais

Sábado, 15 Novembro | 22h00
Django Bates and Stormchaser
Spring Is Here (Shall We Dance?)
Música | Grande Auditório
Compositor criativo e músico virtuoso, Django Bates nasceu em Kent - Inglaterra, em 1960. Teve lições de piano, violino e trompete, frequentou o Royal College of Music em Londres, onde estudou composição, curso que deixou duas semanas depois, tendo optado pelo jazz e assumindo-se como músico independente, compositor e autodidacta.  ler mais

Sábado, 15 Novembro | 18h30
Guimarães Jazz / TOAP Colectivo Vol.2
Lançamento do CD
Música | Grande Auditório
O concerto deste ano do “Projecto TOAP/Guimarães Jazz” é marcado pelo lançamento do CD GuimarãesJazz/TOAP Colectivo “Vol.2”, gravado em directo no concerto do Festival do ano transato que contou com a participação de Matt Renzi, Jacob Sacks, Bernardo Moreira e André Sousa Machado. ler mais

Sábado, 15 Novembro | 17h00
Projecto TOAP/Guimarães Jazz
Ben Monder, Matt Pavolka, Peter Rende, Alexandre Frazão, João Moreira
Música | Pequeno Auditório
A parceria com a editora TOAP Records, iniciada na edição do Guimarães Jazz 2006 e da qual já resultou o lançamento do CD "Guimarães Jazz/TOAP Colectivo Vol.1", prossegue em 2008. O Projecto TOAP/Guimarães Jazz caracteriza-se pela associação de diferentes músicos numa formação que só existe para este efeito.  ler mais

Sexta, 14 Novembro | 22h00
Steve Coleman and Five Elements
Música | Grande Auditório
Saxofonista e compositor, Steve Coleman nasceu em Chicago, em 1956, onde fez a sua formação musical académica, mudando-se para Nova Iorque em 1978. Nesta cidade tocou em várias big bands e, como sideman acompanhou músicos como David Murray, Dave Holland, Mike Brecker e Abbey Lincoln. No entanto, era nas ruas de Manhattan que ia tocando com a sua banda, Five Elements, com a qual gravou os primeiros discos e muitos outros que se seguiram e com a qual continua a apresentar-se regularmente em concertos. ler mais

Sexta, 14 Novembro | 18h00
Big Band ESMAE
Conduzida por Marcus Strickland
Música | Pequeno Auditório
Depois de uma semana de workshop, os alunos da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, no Porto, sobem ao palco do Centro Cultural Vila Flor para formarem uma big band conduzida por Marcus Strickland e apresentarem um concerto especialmente pensado para o Guimarães Jazz 2008. ler mais

Quinta, 13 Novembro | 23h55 a Sábado, 15 Novembro
Jam Sessions
Música | Grande Auditório
Momentos espontâneos de improvisação, que por vezes se prolongam pela noite dentro, as jam sessions conferem ao Guimarães Jazz uma das suas facetas identificadoras. A qualidade dos instrumentistas que nelas têm participado acrescentou ao programa do Festival um elemento artístico importante, permitindo contactos, encontros e experiências com audiências cada vez mais heterogéneas. Este ano as jam sessions estão a cargo do Marcus Strickland Quintet, um conjunto de músicos de talento indiscutível. ler mais

Quinta, 13 Novembro | 23h00 a Sábado, 15 Novembro | 23h00
Jam Sessions | Convívio
Marcus Strickland Quintet
Música | Grande Auditório
Momentos espontâneos de improvisação, que por vezes se prolongam pela noite dentro, as jam sessions conferem ao Guimarães Jazz uma das suas facetas identificadoras. A qualidade dos instrumentistas que nelas têm participado acrescentou ao programa do Festival um elemento artístico importante, permitindo contactos, encontros e experiências com audiências cada vez mais heterogéneas. Este ano as jam sessions estão a cargo do Marcus Strickland Quintet, um conjunto de músicos de talento indiscutível. ler mais

Quinta, 13 Novembro | 22h00
Kurt Elling Quartet
Música | Grande Auditório
Numa altura em que as vozes masculinas no jazz são raras, Kurt Elling é considerado por muitos "o mais completo e talentoso cantor de jazz da actualidade". A sua discografia conta com seis CD´s gravados para a editora Blue Note, nomeados para os Grammy Awards. Desde 2000, lidera as tabelas de preferência dos críticos da revista "Downbeat" e dos leitores da "JazzTimes", tendo sido galardoado com dois prémios atribuídos pela Associação de Jornalistas de Jazz, que o distinguiu como melhor vocalista masculino. ler mais

Quinta, 13 Novembro | 22h00 a Sábado, 22 Novembro
The Blues Quartet
João Paulo Feliciano
Exposição | Grande Auditório
“The Blues Quartet” é uma escultura/ instalação interactiva formada por um dispositivo de quatro lâmpadas, colocadas numa estrutura de acrílico azul, que reagem à música variando de intensidade por via de moduladores de luz e som. Depois da estreia no Contemporary Arts Center de Cincinnati, nos EUA, e de já ter percorrido alguns espaços do nosso país, é vez do público do Guimarães Jazz conhecer este “quarteto”. ler mais

Segunda, 10 Novembro | 14h30 a Sexta, 14 Novembro | 17h30
Oficinas de Jazz
Música | Grande Auditório
As Oficinas de Jazz são um espaço de aprendizagem e troca de experiências entre jovens músicos e músicos de jazz consagrados. Este ano, as Oficinas do Guimarães Jazz são orientadas por Jason Palmer (trompete), David Bryant (piano), Luques Curtis (contrabaixo) e John Davis (bateria) - a formação que integra o Marcus Strickland Quintet. ler mais
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800