/ Sinopse
/ voltar
Exposição - Fotografia, Instalação e Escultura
Sexta, 6 Janeiro
Exposição | Palácio Vila Flor
Percursos na Paisagem
Obras de Alberto Carneiro, Filipa César, Fernanda Fragateiro e Harish Fulton Na Colecçção da Fundação de Serralves

A Paisagem foi sempre um tema clássico, presente ao longo da História da Arte, independentemente dos géneros e dos modos diversificados que a referenciem. Estes percursos na Paisagem entendem-na, mais do que numa sua exterioridade, como uma construção interior da individualidade do artista e elemento primordial na sua relação com o Mundo. Alberto Carneiro constrói com o seu trabalho uma reflexão particular sobre a condição da arte enquanto criação de uma evidência da Natureza na construção da relação humana com o mundo.

Em "Os 4 elementos" (1969-1970), o artista propõe um espaço dentro do espaço: uma estrutura cúbica de ferro e plástico contém terra, água, madeira carbonizada e uma árvore viva, referentes dos 4 elementos que nos surgem evocados pelas fotografias que os referenciam, distribuídas pelas paredes da estrutura, as quais transferem e convocam o olhar do espectador para a construção dos conceitos que este possa construir a partir da sua evidência significante.

O nome de Hamish Fulton começou a ganhar relevância, no panorama artístico inglês, durante os últimos anos da década de sessenta. O seu trabalho desenvolve-se em torno de longas caminhadas que o artista realiza geralmente sozinho. O envolvimento do artista e as experiências decorrentes desses percursos são trabalhados e materializados frequentemente em fotografias, acompanhadas por textos concisos, que evocam o sentido do tempo e do espaço vividos durante a caminhada. Hamish Fulton assume conceptualmente estes percursos como projectos individuais de construção de uma relação entre a arte e a vida.

A Paisagem, enquanto território de coincidência e de confronto da intimidade com o mundo exterior, assume uma particular evidência nas obras aqui apresentadas de Fernanda Fragateiro e de Filipa César. Filipa César apresenta um trabalho vídeo onde um lento plano em movimento da câmara sobre uma cama sugere uma paisagem com um relevo particular. Lençóis, cobertores e almofadas transformam-se num território exterior, através do movimento do olhar que torna ambígua a sua identificação.

A "Casa com Pátio" de Fernanda Fragateiro é constituída por duas estruturas de madeira de dimensão idêntica assentes no chão, uma preenchida com terra e um relvado natural, a outra com uma grande almofada cujo padrão de tecido relembra um trabalho de Piet Mondrian. O espaço privado-interior-artificial e o espaço público-exterior-natural justapõem-se, explorando os limites entre a escultura e o espaço, a Arte e a Arquitectura, a Casa e a Paisagem.

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800