/ Sinopse
/ informação adicional
/ imagens
/ voltar
Sábado, 7 Fevereiro | 22h00
Música | Grande Auditório
Paulo de Carvalho
Chamam-lhe “A Voz”. Audaz, aventurou-se por diversos géneros musicais, desde a música negra norte-americana, ao funky, ao jazz, à música africana e ao fado. Em todos os registos deixou um marco. É como diz: “Mais do que cantor, sou músico, toco voz”.

Se mais não houvesse a dizer dos 45 anos de carreira de Paulo de Carvalho, obrigatória seria a referência ao tema “E Depois do Adeus” que, pela sua voz, deu o primeiro sinal da Revolução em 1974, a mesma música com que, nesse ano, vence o Festival RTP da Canção - proeza que repete três anos depois. Hoje, soma 20 álbuns a solo e uma mão cheia de singles. Mas nem só do canto vive este homem. Do seu repertório como autor e compositor, que conta mais de 300 títulos, saíram alguns dos temas fundamentais da lusofonia, como “Mãe Negra”, “Lisboa Menina e Moça” ou “Os Putos”.

Paulo de Carvalho voz
Victor Zamora piano
Leo Spinoza baixo
Marcelo Araújo bateria e percussão
Maiores de 3

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800