/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Preços com desconto (C/D)
Cartão Municipal de Idoso e Reformados
Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência; Cartão Jovem Municipal; Cartão Jovem, Menores de 25 anos e Estudantes; Deficientes e Acompanhante

Cartão CCVF_desconto 50%
Quarta, 29 Abril | 22h00 a Domingo, 3 Maio | 17h00
Teatro | Pequeno Auditório
A Febre
Teatro Oficina
Conhecido pelo grande público pelos papéis que interpreta nas séries da ficção portuguesa, bem como pelos seus memoráveis desempenhos nos palcos do Teatro Português, nomeadamente no TNSJ, João Reis não esconde a forte ligação que o une a Guimarães. Agora, sobe ao palco para interpretar a mais recente produção do Teatro Oficina.

Neste monólogo, escrito por Wallace Shawn e traduzido por Jacinto Lucas Pires, o personagem de João Reis permanece doente e sozinho num quarto deprimente de um hotel, de um país pobre e em guerra. Está prestes a acontecer uma execução em baixo da sua janela. Longe do conforto da sua própria vida, luta contra as suas memórias e a sua consciência, desafiadas pela miséria e pobreza que vê. Enquanto relembra e agoniza ao constatar a sua responsabilidade sobre aquela opressão, chega à inevitável conclusão de que todos são culpados a menos que reajam.

Com João Reis Tradução Jacinto Lucas Pires Encenação Marcos Barbosa  Cenografia F. Ribeiro Figurinos Susana Abreu Iluminação Pedro Carvalho Produção executiva Teatro Oficina Maiores de 12

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800