/ Sinopse
/ informação adicional
/ imagens
/ voltar
Sexta, 4 Junho | 23h59
Teatro | Café Concerto
Solas.Solos no Feminino
Teatro Bruto
“Solas” apresenta diferentes abordagens de vozes femininas que dialogam a solo ironicamente sobre a solidão numa cultura que se quer mediática e invulnerável.

“Narcisa”, a mulher clown, a mulher plástico, a pin-up, a mulher super-herói. A mulher que, ao espelho, convoca as suas múltiplas personagens num desdobramento esquizofrénico do seus “eus”, como uma forma de viver e encontrar o amor. “Anónima”, discursos femininos que se fundem na crueza humana. O sadismo, a misoginia e a homofobia como retratos de uma grandeza malévola.

Narcisa
Criação e encenação Ana Luena Interpretação e co-criação Margarida Gonçalves Desenho de Luz Eduardo Abdala – Visualight Direcção técnica e montagem Visualight, espectáculos Lda Produção Teatro Bruto
Duração 35 min. aprox. - Maiores de 12
 
Anónima
Texto e direcção Miguel Cabral Interpretação e co-criação Isabel Nunes Música Rato54  Letras Isabel Nunes Desenho de Luz Eduardo Abdala - Visualight Direcção técnica e montagem Visualight, espectáculos Lda. Produção Estufa
Duração 25 min. aprox. - Maiores de 16
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800