/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Local Jardim da Biblioteca Municipal Raul Brandão
(entrada pela Rua João Lopes Faria, porta lateral do Arquivo Municipal)
Público-alvo Maiores de 6 anos
Duração 50min.
Lotação 80 lugares
Entrada gratuita (até ao limite da lotação do espaço)
Sexta, 2 Julho | 22h00 a Sábado, 3 Julho | 23h00
Espetáculos | Outros Locais
A Casa
Dança
A Casa é um espectáculo de dança que gira em torno da casa ideal de cada um.

Com base num conjunto de entrevistas recolhidas entre 2009 e 2010, tentamos construir a casa, a partir de um projecto elaborado com a arquitectura das vontades das muitas pessoas entrevistadas.

Pensada tanto para uma apresentação ao ar livre como no interior, A Casa convida-nos a revisitar os diferentes espaços que construímos e nos constroem, transportando-nos simultaneamente para os lotes de terreno da utopia: “Na minha casa ideal eu posso escolher a vista que eu quiser”; “No meu bairro, a cozinha é de todos, um enorme comedouro popular”; “A minha casa ideal tem rodas, é o meu ponto cardeal”; “Na minha casa ideal, a cozinha tem braços automáticos”; “No meu bairro todas as pessoas se mexem”.

 

Após a realização da primeira parte do projecto, O Colhe-Histórias, em Maio, em que foram entrevistadas, no Centro Cultural Vila Flor, pessoas de várias idades, Aldara Bizarro regressa a Guimarães com o resultado da criação inspirada nessas mesmas histórias e noutras, recolhidas noutros pontos do país.

O espectáculo terá entrada livre e será realizado nos dias 02 e 03 de Julho, às 22h00, no jardim da Biblioteca Municipal Raul Brandão. A entrada será feita pela Rua João Lopes Faria, pela entrada lateral do Arquivo Municipal.
 

Concepção, direcção e coreografia Aldara Bizarro Intérpretes Alban Hall, Constanza Givone e Maria Radich Vídeo João Pinto Música Paulo Curado Cenografia Patrícia Colunas Desenho de luz Carlos Ramos Apoio à dramaturgia Filipa Francisco Apoio à criação vídeo Dina Mendonça Colaboração Ulla Janatuinen Fotografia de divulgação Rita Vieira Ilustração Margarida Botelho Coordenação e produção Andrea Sozzi e Rita Vieira Produção Jangada de Pedra Co-Produção Teatro Maria Matos, Artemrede, A Oficina/Centro Cultural Vila Flor, Teatro Municipal de Faro, Centro Cultural de Ílhavo Apoios Bazar do Vídeo, Câmara Municipal de Cascais, Carpintaria EngiFlanco, Clube Nacional de Ginástica, Liane Tecidos, Pollux, Sadorent, Tintas Hempel Agradecimentos Nathalie Mansoux e Teresa Costa A Jangada de Pedra é uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Direcção-Geral das Artes

Espectáculo apresentado com o apoio da Biblioteca Municipal Raul Brandão
 

Espectáculo apresentado no âmbito da Rede 5 Sentidos
Co-financiado por ON.2 - Programa Operacional da Região do Norte, Mais Centro - Programa Operacional Regional do Centro, QREN, União Europeia - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800