/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
15 a 18 Setembro às 22h00
19 Setembro às 17h00

Preços com desconto (c/d)
Cartão Municipal de Idoso e Reformados
Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência; Cartão Jovem Municipal; Cartão Jovem, Menores de 25 anos e Estudantes; Deficientes e Acompanhante
Quarta, 15 Setembro | 22h00 a Domingo, 19 Setembro | 17h00
Teatro | Outros Locais
A Fábrica
de Lautaro Vilo
A Fábrica, de Lautaro Vilo, é a mais recente criação do Teatro Oficina, em co-produção com O Cão Danado e Companhia. A peça estreia no dia 15 de Setembro, ficando em cena até dia 19, no Espaço Oficina.

Numa pequena cidade ventosa da Patagónia, Leo e Carlota herdam uma fábrica de chocolates mal localizada. Carlota enfrenta a responsabilidade e Leo, desapaixonado com a vizinha Roxi, escapa-se em jornadas de amor, infrutuosas tardes com a sua guitarra, e perigosas solidariedades com o seu amigo Victor. Paola, a cândida prima de uma cidade ainda mais pequena, chega para começar os seus estudos. Engenharia Eléctrica. Interessante, não é? E Antónia, a madrasta que “convive” com Roxi? E Victor? Todo o seu encanto, de onde vem? E Filipe, esse homem misterioso que caminha sozinho pela margem do rio? Esquecemo-nos de mencionar essa catrefada de cassetes que deixou o falecido pai. Este esquecimento foi intencional.

“A respeito do conteúdo da trama, reservo-me a incógnita para o momento em que nos encontremos, para que precisamente nos encontremos nela. Podemos dizer apenas que há pais ausentes e mortos, uma pilha de cassetes que gravou um deles, jovens com planos mais ou menos desmedidos, com diferentes maneiras de lidar com a sua solidão e, à volta de tudo isso, uma improvável fábrica de chocolates mal localizada na geografia do lugar. E petroleiros, camiões e suicidas.” Lautaro Vilo

Lautaro Vilo nasceu em 1977, em Buenos Aires. É actualmente um dos mais interessantes criadores da nova geração do teatro argentino. Actor, dramaturgo, encenador e músico, já escreveu mais de uma dezena de obras. 

Texto e Encenação Lautaro Vilo, Tradução Marcos Barbosa, Cenografia e Figurinos Paulo Capelo Cardoso, Assistência de Cenografia e Figurinos Pedro Barbosa, Desenho de Luz Pedro Vieira de Carvalho, Desenho de Som e Música Marco Pereira e Miguel Pereira, Elenco Alheli Guerrero, Diana Sá, Emílio Gomes, Ivo Bastos, Pedro Almendra, Sara Barbosa, Teresa Arcanjo, Voz Off Nuno M Cardoso, Marcos Barbosa, Co-produção O Cão Danado e Companhia, Teatro Oficina, Direcção de Produção de O Cão Danado e Companhia Sara Barbosa, Produção Executiva de O Cão Danado e Companhia Kátia Santos
O Cão Danado e Companhia é uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura e Direcção-Geral das Artes
Maiores de 12
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800