/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Terça, 4 Outubro | 21h30 a Terça, 25 Outubro | 21h30
Outras atividades | Café Concerto
Café Falado
Públicos e Comunidades, Projecto I.M.A.N, Arquitectura, Fotografia
Em outubro, o CCVF retoma em pleno as actividades relacionadas com a palavra.
O Café Falado ocupará de novo os serões de terça-feira no Café Concerto, abordando várias temáticas relacionadas com a programação, bem como outros temas no âmbito da cultura.
Abre-se assim o ciclo Outono/Inverno (04.10) com o tema ´Públicos e Comunidades´, sessão comandada por Elisabete Paiva com a participação de João Sousa Cardoso e João Pedro Vaz para conversar sobre a importância do trabalho com a comunidade e seu respectivo impacto.
A partir de experiências de criação junto de comunidades específicas e dos conceitos que lhes estão subjacentes, procuraremos o desvio de alguns lugares comuns sobre este tema tão actual quanto problemático. Em que medida um projecto artístico ou cultural pode ser revelador, transformador, impositivo ou usurpador?
 
Uma semana depois (11.10) o Café Falado debate a ‘Arte Contemporânea’ e terá como centro de discussão o "Projecto I.M.A.N.", sob o comando de Alexandre Costa, Jorge Fernando dos Santos e seus convidados, alguns deles artistas que participam nesta 2ª fase de execução do projecto. Conversa que promoverá também um balanço e reflexão artística sobre os últimos anos de existência deste particular universo criativo.
 
A meio de Outubro (18.10) regressa a sessão dedicada à ‘Arquitectura’ como sempre orientada por João Rosmaninho, elemento pertencente à Escola de Arquitectura da Universidade do Minho, e terá como convidado o arquitecto André Tavares. Uma sessão inspirada n'"O lugar perfeito".
Qual a natureza da relação entre os arquitectos e os seus livros? E como é que essa relação pode transformar o livro de arquitectura num género específico da história do livro? Quais serão os principais géneros literários da arquitectura? E como é que os arquitectos lêem e utilizam os seus livros? Será suposto ler os livros na cama, no avião em direcção ao próximo estaleiro de obra ou, simplesmente, consultá-los no atelier?
Esta conversa vai mergulhar directamente no mar de contradições que estas perguntas evocam. A partir de alguns exemplos canónicos – e de outros menos canónicos – da história do livro de arquitectura e da história da arquitectura, o debate procurará lançar hipóteses para entender onde começa a arquitectura e acaba o livro; ou, por outra ordem de ideias, onde começa o livro e acaba a arquitectura.
 
E a fechar (25.10), uma das artes também privilegiadas nas conversas regulares nas noites de terça, a ‘Fotografia’, sempre orientada por Eduardo Brito que ora traz convidados ora propõe uma visão muito particular sobre um determinado trabalho. Uma sessão com o tema "O Arquivo Fotográfico: Leituras e Possibilidades" que contará com Susana Lourenço Marques como convidada.
A partir do telefilme Shooting the Past (Stephen Poliakoff, 1999), a conversa sobre fotografia apresenta e explora sentidos possíveis de um arquivo fotográfico.
 
A palavra como forte argumento para encontros assíduos à terça-feira no Café do CCVF. As ideias apresentadas sobre vários ângulos e registadas em audio para formato podcast. Contamos com a vossa presença e participação.

Todas as idades

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800