/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Domingo, 2 Setembro | 22h00
Outras atividades | Outros Locais
"Aduela"
O espetáculo de circo contemporâneo reflete sobre ditaduras contemporâneas. Um cruzamento disciplinar que aborda a temática do poder através da manipulação de objetos, como o mastro chinês, o trapézio, usando movimento como forma de expressão.

Aduela é uma parte de um todo / em conjunto serve para suster ou conter / assume uma postura curvilínea. As aduelas vergam-se perante o calor, adaptam-se, amestram-se e amontoam-se para serem mais úteis. Depois de moldadas tornam-se mais fortes, jamais se endireitam.
A Companhia Erva Daninha tem como missão a criação de circo contemporâneo através do diálogo entre diferentes disciplinas. Os seus trabalhos exploram temáticas sociais, políticas, e filosóficas da sociedade atual. Desde 2009 o seu trabalho busca novas formas de fazer e apresentar circo, procurando elevar o virtuosismo clássico a uma forma de comunicação mais codificada e intensa.

Local Jardim do CCVF

Spera Mundi

Direção Artística Vasco Gomes
Assistência de Direção e Produção Julieta Guimarães
Criação/Interpretação Didac Gilabert, Fernando Romão, Filipe Caldeira, Inês Mariana Moitas, J. Lix, Juliana Barbosa e Telma Pinto
Música Baltazar Molina e Nilson Dourado
Cenografia Hugo Ribeiro
Luz Romeu Guimarães
Figurinos Inês Mariana Moitas
Coprodução Ideias Peregrinas e Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura
Companhia Erva Daninha

Direção Técnica, Operação de Luz e Som Romeu Guimarães
Direção de Cena Julieta Guimarães
Maquinaria e Operação de Followspot Hugo Ribeiro
Assistência de Direção de Cena e Contrarregra Joana Domingos
Assistentes de Construção de Cenário Russo AllanTantou e Rui Macedo

Apoios
 ESMAE, Cace Cultural do Porto, Que Bom, Circolando, Paulina Almeida, Unicer, Niepoort, Teatro Ensaio, Radar 360, Visões Úteis, Mafia, Benjamim Leça

Todas as Idades

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800