/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Sexta, 1 Dezembro | 21h30 a Sábado, 2 Dezembro | 21h30
Ópera | Grande Auditório
As Bodas de Fígaro
No ano em que se comemoram os 250 anos do nascimento de Wolfgang Amadeus Mozart, o Centro Cultural Vila Flor recebe, nos dias 1 e 2 de Dezembro, a ópera "As Bodas de Fígaro", uma produção do Teatro da Trindade/INATEL, do Coliseu do Porto e da Orquestra Metropolitana de Lisboa.

"As Bodas de Fígaro" é uma das óperas mais populares de todos os tempos. Primeiro fruto da colaboração entre Mozart e Lorenzo da Ponte, estreou no Burgtheater de Viena, a 1 de Maio de 1788. O libreto é uma adaptação da peça La folle journée ou Le Mariage de Fígaro, de Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais (1732-1799), que conhecia um imenso sucesso desde a estreia, na Comédie-Française (Paris), a 27 de Abril de 1784. Mantendo o tom de crítica social de Lorenzo da Ponte e, sobretudo, a música de Mozart conferiram-lhe uma dimensão humana e intemporal.

Traços gerais, "As Bodas de Fígaro" decorre no ano de 1785, nas terras do castelo do Conde Almaviva, a três léguas de Sevilha, numa atmosfera burlesca, povoada por fidalgos, criados, um professor, um advogado, um jardineiro e até um fauno dado ao pecado. Fígaro e Susana, os noivos e protagonistas, são servos do conde e da condessa Almaviva e pretendem casar-se. O conde, porém, reserva-se o direito de se deitar com a serva antes de entregá-la ao marido, segundo a infame lei da "prima note" (ou seja, a primeira noite de cobrição é do chefe). A condessa, uma tonta de aparência, sabe das intenções do marido e prepara um plano para apanhá-lo em flagrante.

Música Wolfgang A. Mozart, Libreto Lorenzo da Ponte, Direcção Musical Maestro Cesário Costa, Encenação Maria Emília Correia, Cenografia Rui Francisco, Desenho de luz João Paulo Xavier, Figurinos Rafaela Mapril, Versão Portuguesa Nuno Côrte-Real, Interpretação José Corvelo, Lara Martins, Mário Redondo, Teresa Gardner, Sónia Alcobaça, Bruno Pereira, João Sebastião, Eduarda Melo, Raquel Rosa, Jorge Martins, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Coro (10 intérpretes), Co-Produção Teatro da Trindade/INATEL, Coliseu do Porto, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Colaboração Orquestra Clássica de Espinho, Com o Apoio do Ministério da Cultura/Instituto das Artes
Classificação etária M/4, Duração 150 min (c/ intervalo)

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800