/ Sinopse
/ informação adicional
/ imagens
/ video
/ voltar
Sábado, 16 Abril | 21h30
Música | Pequeno Auditório
Filho da Mãe
Westway Lab Festival 2016
Queda livre. Um mergulho na terra, na pedra que se faz mar, lá no fundo onde se preparam cristais.
Foi com o centro do planeta, com a força de atração de cada pedra a contrastar com a sua frieza e a procurar quebrar separações físicas que Filho da Mãe se fechou no coro alto do Mosteiro de Rendufe, em Amares, dedicado à feitura de um longa-duração em comunhão com o Minho. Em “Mergulho”, também Rui Carvalho se diluiu no tempo e no espaço, tornando permeável o registo que até então cunhava como algo só dele — o que partilhou retornou-lhe maduro, melodioso e doce, em contraste com as incursões mais intempestivas e desenfreadas de outros tempos. “Mergulho” é permeável à pedra, à terra e à gente que o rodeia, é um disco de Filho da Mãe que transpira espaço e transcende dimensões, imergindo-se no bucólico para o desconstruir num exercício de cubismo sónico, impregnado de efeitos e das reverberações naturais do cenário improvisado pelos Estúdios Sá da Bandeira. 
 
PASSE GERAL PARA OS CONCERTOS (DIAS 15 E 16)
THE MEMBRANES + BJAZZ (CONVÍVIO JAZZ CHOIR), FILHO DA MÃE, MY BABY + PAUS, RUI MAIA LIVE ACT 
15,00 EUR COMPRAR
Filho da Mãe guitarra
Maiores de 12
Foto © Renato Cruz Santos
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800