/ Sinopse
/ informação adicional
/ imagens
/ video
/ voltar
Local_Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade

Preços com desconto (c/d)
Cartão Jovem, Menores de 30 anos e Estudantes
Cartão Municipal de Idoso, Reformados e Maiores de 65 anos
Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência; Deficientes e Acompanhante
Sócios do CAR – Círculo de Arte e Recreio

Cartão Quadrilátero Cultural_desconto 50%

PREÇO ESPECIAL ESCOLAS ARTES PERFORMATIVAS
4,00 eur
Através do desconto especial para Escolas de Artes Performativas (que pretende tornar mais acessíveis os espetáculos de dança e de teatro para o público que está em formação especializada), os alunos e professores que pretendam assistir aos espetáculos dos Festivais Gil Vicente poderão aceder a bilhetes no valor de 4,00 euros.
Sexta, 10 Junho | 18h30 a Sexta, 10 Junho | 21h30
Teatro | Outros Locais
Museu da Existência
Festivais Gil Vicente
Nova criação da Associação Amarelo Silvestre, “Museu da Existência” é uma peça inspirada na obra “Um Modesto Manifesto para Museus”, de Orhan Pamuk, escritor turco, prémio Nobel da Literatura 2006; e o “Museu da Inocência”, projeto concretizado em Istambul por um homem, Kemal Bey, com objetos da mulher que ele mais desejou.
O espetáculo parte da ideia “de que o futuro dos museus está na casa das pessoas”. Durante a preparação da peça, a Amarelo Silvestre esteve em casa de pessoas que cederam as suas histórias, os seus objetos. O resultado é o espólio que integra a própria dramaturgia do espetáculo. Um Museu com objetos que as pessoas fazem existir. Se não fosse o valor que as pessoas lhes atribuem, esses objetos não existiam. Expondo os objetos, as pessoas existem também. De outra forma, as pessoas nasciam, morriam e acabavam. Assim, ficam. Nascem, morrem e ficam as pessoas através dos objetos. Existem. 

30,00 eur (acesso a todos os espetáculos + 1 visita às exposições patentes no Centro Internacional das Artes José de Guimarães)
Direção Artística Fernando Giestas e Rafaela Santos
Dramaturgia Fernando Giestas
Encenação Rafaela Santos
Cocriação e Interpretação João Melo
Conceção plástica, Cenografia e Figurinos Ana Seia de Matos
Conceção e Design dispositivo cénico Henrique Ralheta
Conceção plástica digressão Carolina Reis
Apoio espaço sonoro Ana Bento
Desenho de luz Jorge Ribeiro
Fotografia e Design gráfico Luís Belo
Consultoria museológica Susana Medina
Produção executiva Paula Trepado
Criação Amarelo Silvestre
Coprodução Amarelo Silvestre, Teatro Viriato e Centro Cultural Vila Flor 
Projecto cofinanciado pela Direção-Geral das Artes (Apoio Pontual 2015)
Parceria As Casas do Visconde, Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim
Apoio Câmara Municipal de Nelas, Lusofinsa e Borgstena 
Agradecimentos Chapelaria Confiança, Sapataria Custódio Domingos, Ourivesaria Lifon e Relojoaria Suíça (Viseu), Ourivesaria Joyarte, A Velocipédica, Ernesto Augusto dos Santos e Residencial Rossio (Canas de Senhorim); a todos os que contribuíram para este projeto, com histórias e objetos
Lotação 30 lugares (cada sessão)
Duração 90 min. aprox. s/ intervalo
Maiores de 12
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800