/ Sinopse
/ informação adicional
/ video
/ voltar
Preços com desconto (c/d)
Cartão Jovem, Menores de 30 anos e Estudantes
Cartão Municipal de Idoso, Reformados e Maiores de 65 anos
Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência; Deficientes e Acompanhante

Cartão Quadrilátero Cultural_desconto 50%
Sexta, 7 Outubro | 22h00
Teatro | Grande Auditório
Nós Matámos o Cão Tinhoso
João Garcia Miguel
O Centro Cultural Vila Flor foi o palco escolhido para a estreia absoluta da nova criação de João Garcia Miguel. “Nós Matámos o Cão Tinhoso” faz parte do Ciclo Ondas Africanas, um projeto que se baseia no trabalho combinado entre atores, músicos e artistas visuais africanos e portugueses.
O período de formação deste projeto teve por base o livro de contos de Luís Bernardo Honwana, escrito em 1964, considerada uma obra primordial da literatura moçambicana moderna. Destes contos formaram-se duas peças, uma que ficará em Angola e outra a ser realizada em Portugal, cuja estreia absoluta acontece em Guimarães. O primeiro e mais extenso dos contos incluídos no livro de Luís Bernardo Honwana, que inclusive lhe dá o título, “Nós Matámos o Cão Tinhoso”, é narrado através dos olhos e emoções de um menino moçambicano negro, chamado Ginho, que vive numa cidade. A história desenvolve-se à volta de um cão vadio, abandonado e doente, com o corpo coberto de feridas e de aspeto repelente. “Nós Matámos o Cão Tinhoso” insere o leitor em estruturas sociais violentas, através de uma extraordinária capacidade de persuasão que envolve e move o espetador numa superior energia afetiva com o que é narrado.
A partir dos textos Nós Matámos o Cão Tinhoso e Inventário de Imóveis e Jacentes de Luís Bernardo Honwana
Direção e Encenação João Garcia Miguel 
Assistente Encenação Rita Costa
Interpretação e cocriação Sara Ribeiro e Frederico Barata
Música Ricardo Martins e Joana Guerra
Figurinos Sara Ribeiro e João Garcia Miguel
Assistência de Cenografia Rita Prata
Realização de objeto cénico António Cinzas
Apoio técnico à cenografia Rui Viola
Direção Técnica e Desenho de Luz Luís Bombico
Direção de Som Manuel Chambel
Produção Executiva Raquel Matos
Apoio à Produção Tiago Câmara Pereira
Assessoria de Imprensa Alcina Monteiro  e Joana Rosa
Comunicação Alcina Monteiro e Sara Ribeiro
Fotografia, Vídeo, Design João Catarino
A Cia JGM é uma estrutura financiada pela DGArtes, Governo de Portugal, Câmara Municipal de Lisboa e IEFP
Uma coprodução Teatro Cine de Torres Vedras, Câmara Municipal de Torres Vedras, Centro Cultural Vila Flor, Centro Cultural de Ílhavo, Cia Jgm, Teatro-Ibérico, Anim’art, Globo Dikulu e Junta de Freguesia do Beato
Apoios AUDEX, Cine Teatro Louletano e Câmara Municipal de Loulé, Rui Viola Produções, Companhia Olga Roriz
Maiores de 12
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800