/ Sinopse
/ informação adicional
/ imagens
/ voltar
Local_PAC / Black Box

Preços com desconto (c/d)
Cartão Jovem, Menores de 30 anos e Estudantes
Cartão Municipal de Idoso, Reformados e Maiores de 65 anos
Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência; Deficientes e Acompanhante

Cartão Quadrilátero Cultural_desconto 50%

PREÇO ESPECIAL ALUNOS DE ESCOLAS DE ARTES PERFORMATIVAS
4,00 EUR
(preço aplicável aos espetáculos que se realizam no Grande Auditório e no Pequeno Auditório do CCVF)
Sábado, 4 Fevereiro | 18h30
Dança | Outros Locais
Adorabilis (Estreia Nacional)
Jonas & Lander
Jonas & Lander servem-se da riqueza da biodiversidade cultural e natural para criar uma dança-labiríntica.
“Adorabilis” cria um espaço cerimonial preenchido por corpos em estado de emergência que atua como uma máquina ficcional albergando três presenças expostas e vitimizadas por tensões invisíveis. Em estado de alerta, as interações destas presenças são constantemente inspecionadas por um olho virtual, enérgico, não ficando claro se a sua natureza é autoritária ou passiva, se controla ou cuida. Este quarto performer digital tem, ainda, o poder de sugestionar ao público que performers ou zonas cénicas são mais relevantes no momento. Em “Adorabilis”, a luz, o som e o cenário são elementos autónomos que afetam o comportamento e a reação dos performers, tal como a chuva, a noite ou a primavera são elementos determinantes na vida dos animais.
 
40,00 eur (acesso a todos os espetáculos + uma visita às exposições patentes no Centro Internacional das Artes José de Guimarães e no Palácio Vila Flor)

20,00 eur (acesso aos espetáculos de 02 a 04 de fevereiro + uma visita às exposições patentes no Centro Internacional das Artes José de Guimarães e no Palácio Vila Flor)
 
25,00 eur (acesso aos espetáculos de 08 a 11 de fevereiro + uma visita às exposições patentes no Centro Internacional das Artes José de Guimarães e no Palácio Vila Flor)
Jonas&Lander descobriram recentemente uma nova espécie de polvo. Ele é pequeno, e o seu aspeto inofensivo e frágil torna-o inevitavelmente empático. Aliás, a sua imagem é tão adorável que a ciência pondera chamar-lhe Octopus Adorabilis. Este nome, contraditório com o comportamento empírico da ciência, impulsionou Jonas&Lander a investigar a incoerência como génesis do discurso humano e as tensões entre o rigor vs. escatologia encontrados na natureza. Pensando no polvo enquanto símbolo de multiplicidade, Jonas&Lander decidem criar uma dança-polvo com o objetivo de ingerir, digerir e regurgitar distintas referências culturais e naturais. Possuindo um cérebro em cada tentáculo, Adorabilis trabalha o corpo, a luz e o som como elementos autónomos que afetam o comportamento e a reação dos intérpretes, tal como a fome, a temperatura ou o instinto sexual afetam as decisões dos animais. Adorabilis tem um olho gigante, é barulhento, as suas ventosas têm um poder de sucção invulgar e ao invés de tinta preta esguicha champanhe como estratégia de defesa. Ele dispõe de uma extraordinária capacidade de camuflagem, adquirindo a um ritmo alucinante várias formas que podem remeter a figuras de um quadro de Hieronymus Bosh.  Os Adorabilis são observados maioritariamente numa movimentação em uníssono rigoroso como estratégia de defesa (ou será de ataque?). Indivíduos que estiveram em contacto com Adorabilis no seu habitat natural relataram efeitos secundários de natureza existencial.
 
Criação Jonas&Lander 
Interpretação Jonas Lopes, Lander Patrick, Lewis Seivwright
Figurinos Carlota Lagido a partir de ideias de Jonas&Lander
Desenho de luz Carlos Ramos 
Sonoplastia Lander Patrick 
Animação digital Web4Humans 
Gestão [PI] Produções Independentes | Tânia M. Guerreiro
Coprodução Teatro Maria Matos e Centro Cultural Vila Flor
Residências artísticas O Espaço do Tempo, Alkantara (PT), Centro Cultural Vila Flor (PT), Centro de Experimentação Artística no Vale da Amoreira/Câmara Municipal da Moita, Artemrede/Projeto Odisseia (PT), DeVIR/CAPa (PT), Câmara Municipal de Lisboa/Polo Cultural | Gaivotas Boavista, PACT Zollverein (AL), Sín Culture Centre Budapeste (HU), Graner/Mercat de les Flors (ES), Nave (CL)
Apoio à internacionalização Fundação Calouste Gulbenkian (PT)
Produções Independentes é uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes 
Artistas Aerowaves 2017
Músicas Anaconda, Nicki Minaj, só composição musical, sem letra; Monologue, Moondog, só a letra, sem composição musical; God is a shark, Jonas&Lander; Sagração da Primavera, Stravinsky, excerto; Symphony nº 3, II “ Lento e Largo” Tranquillisimo, Henryk Górecki, excerto; Simphony in C major, Wagner
Maiores de 6
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800