/ Sinopse
/ voltar
Terça, 12 Junho | 22h00
Cinema | Grande Auditório
Aniki-Bóbó



Terça-feira, 12 de Junho - 22h00
Aniki-Bóbó
de Manoel de Oliveira

com Fernanda Matos e Horácio Silva
1942 - 70´ - M/12
Ciclo de cinema "Cinema Português: Um Certo Olhar"
Pequeno Auditório
Organização CCVF e Cineclube de Guimarães

"Aniki-bébé / Aniki-bóbó / Passarinho Tótó / Berimbau, Cavaquinho / Salomão, Sacristão / Tu és Polícia, Tu és Ladrão".
"Aniki-Bóbó", fórmula mágica que, nas brincadeiras de crianças, permite determinar, sem discussão, quem é polícia e quem é ladrão. A caminho da escola, Carlitos, o sonhador, e Eduardo, o chefe do bando, levantam, ambos, os olhos para a pequena Teresinha que lhes faz sinal do alto da sua varanda...
Quanto mais o tempo passa, mais "Aniki-Bóbó" se revela surpreendentemente moderno, pondo em questão sucessivos discursos críticos e sucessivas interpretações. No imaginário cinematográfico português não teve antecedentes e não teve consequentes a não ser os que - muitos, muitos anos depois - o próprio Oliveira lhes daria, como permanente perturbador das visões estabelecidas e permanente voyeur das visões proibidas.

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800