/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Preços com desconto (c/d)
Cartão Jovem, Menores de 30 anos e Estudantes
Cartão Municipal de Idoso, Reformados e Maiores de 65 anos
Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência, Deficientes e Acompanhante
_
Cartão Quadrilátero Cultural_desconto 50%
Sexta, 8 Dezembro | 21h30
Teatro | Pequeno Auditório
Apeadeiro
Nuno Cardoso
“Apeadeiro”, de Nuno Cardoso, é a terceira etapa de um tríptico de peças composto por “Náufrago” e “Subterrâneo”. Dos três espetáculos, este é o mais autobiográfico de todos.
Tomando como território referencial a vila onde nasceu e cresceu Nuno Cardoso, Canas de Senhorim, “Apeadeiro” tem como pressuposto fundador e repto para a criação a frase “o meu corpo é a minha terra, a minha terra é o meu corpo”. Com esta frase inicia-se a busca de um lugar de criação fundado na memória corporal, no gesto que ficou como marca distintiva de personalidade e que está inextricavelmente ligado ao contexto social e geográfico que o forjou. Este espetáculo não pretende ser uma criação sobre Canas de Senhorim real; é, antes, a anatomia de uma identidade que Nuno Cardoso tem transportado na sua prática como criador. É, no entanto, a paragem desta trilogia que convoca a noção de autobiografia, não projetando sobre textos de outrem o ponto de partida da criação. 
Criação Nuno Cardoso
Interpretação Nuno Cardoso 
Dramaturgia Nuno Cardoso
Cenografia F Ribeiro
Desenho de luz José Álvaro Correia
Produção executiva Ao Cabo Teatro
Coprodução Centro Cultural Vila Flor, Teatro Municipal do Porto e Centro de Artes de Ovar
_
Duração 1h20 min. s/intervalo
Maiores de 16
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800