/ Sinopse
/ informação adicional
/ imagens
/ voltar
LOCAL Black Box da Fábrica ASA
Quarta, 13 Dezembro | 21h30 a Quinta, 14 Dezembro | 21h30
Teatro | Outros Locais
A Escuridão ao Fim da Estrada
Luis Miguel Cintra
Montijo, Setúbal, Viseu… Guimarães. Depois de três residências artísticas, eis que “Um D. João Português” chega à cidade que acolherá a estreia do espetáculo na sua versão integral, marcada para janeiro de 2018 no Centro Cultural Vila Flor.
Antes, porém, será trabalhado em residência artística o quinto e derradeiro ato da peça, o qual cruza a tradução anónima de cordel com o texto original de Molière. Na versão portuguesa, é o homem quem acaba por ser vencido pela mulher que generosamente o perdoa e força o casamento. Na versão em causa, é a doce argumentação de Elvira que tortura a consciência de D. João e desemboca numa cena de fantasmagoria com espetros e outros acontecimentos espetaculares, transformando o casamento da versão portuguesa numa mascarada de Halloween.
 
UM D. JOÃO PORTUGUÊS
Depois de um percurso de 43 anos à frente do Teatro da Cornucópia, Luis Miguel Cintra regressa ao trabalho com um grupo de atores ligados à companhia que entretanto terminou. Durante o ano de 2017, o grupo visitou quatro cidades – Montijo, Setúbal, Viseu e, agora, Guimarães – e, em cada uma delas, partilhou com os espetadores as diferentes fases de preparação do espetáculo “Um D. João Português”. Este percurso culminará em janeiro de 2018, com a apresentação integral da peça, que terá estreia absoluta no palco do CCVF.
 
SEGUNDA 04 A SÁBADO 09 DEZEMBRO
OFICINA DE CRIAÇÃO COM LUIS MIGUEL CINTRA
A ESCURIDÃO AO FIM DA ESTRADA
 
Aproveitando a residência artística em Guimarães, promove-se uma inédita Oficina de Criação com Luis Miguel Cintra. Uma semana inteira de ensaios abertos da última parte do seu novo espetáculo “Um D. João Português”, em que se poderá ver de perto o método de trabalho de Luis Miguel Cintra com os atores e a equipa criativa. Esta Oficina destina-se aos criadores da Rede Teatro Oficina (criadores, encenadores e/ou dramaturgos do Gangue de Guimarã̃es, Grupos de Teatro de Amadores, Licenciatura em Teatro ILCH-UM e OTO`s).
Intérpretes Bernardo Souto, Dinis Gomes, Diogo Dória, Duarte Guimarães, Joana Manaças, João Jacinto, João Reixa, Leonardo Garibaldi, Luís Lima Barreto, Nídia Roque, Rita Durão e Sofia Marques
Dramaturgia e encenação Luis Miguel Cintra
Direção de produção e assistência de encenação Levi Martins
Assistência de produção e encenação Maria Mascarenhas
Apoio à montagem de luz e som Rui Seabra
Ilustração André Reis
Maiores de 12
2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800