/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Sábado, 3 Fevereiro | 16h00 a Sábado, 10 Fevereiro | 16h00
Música
Debate "Criar Futuro(s)" [parte I] e [parte II]
GUIdance 2018
Corpo presente como emergência de futuro. O corpo, na sua manifestação biológica, é a primeira e mais requintada tecnologia, mesmo quando expõe os seus limites e a perversão resultante da consequência da sua ação potente. É na tensão rica desse aparente paradoxo que começa e termina este festival: a contar histórias.
Nas histórias que conta, o mesmo escapa à narrativa linear, partilha uma dimensão individual, autobiográfica – biológica e/ou na investigação científica de ponta – seja na escala da arquitetura familiar, geracional ou evocativa de outras temporalidades. Estamos aqui para morrer. Para que a vida continue. Estamos sempre nesse plano complexo da máquina celular que é tudo e é nada: oxigénio e sufoco; esquecimento e memória; material e efémero; biológico e tecnológico... Um tudo e nada que a tudo e nada retorna e nesse ir e vir desenha possibilidades de futuros que integram visões lúcidas, arrasadoras e simultaneamente maravilhosa dos tempos que atravessamos. Fim. Que é sempre começo. Ecoando num futuro sem lugar para utopias as vozes e os movimentos dos corpos de artistas muito diversos. Era uma vez é uma história ainda por inventar e cabe-nos a nós participar na sua escrita. Era uma vez é um porvir. Ou para chegar lá (onde? sabemos onde?) talvez nem passemos por aí?
 
SÁBADO 03 FEVEREIRO, 16H00
CIAJG / SALA DE CONFERÊNCIAS 
Criar Futuro(s) [parte I]
Painel: Adolfo Luxúria, Maurícia Barreira Neves
Moderação: Cláudia Galhós
 
SÁBADO 10 FEVEREIRO, 16H00
CIAJG / SALA DE CONFERÊNCIAS
Criar Futuro(s) [parte II]
Painel: Rui Horta, Maria Manuel Mota
Moderação: Cláudia Galhós
 

Todas as idades

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800