/ Sinopse
/ informação adicional
/ voltar
Sábado, 16 Fevereiro | 22h00
Teatro | Grande Auditório
Dúvida

Parábola de John Patrick Shanley, agora protagonizada por Diogo Infante e Eunice Muñoz, a "Dúvida" foi já galardoada com o Pulitzer Award 2005 e quatro Tony Awards, incluindo o de melhor peça. A história centra a sua acção num bairro de Bronx, em Nova Iorque, nos anos 60, onde um padre (Diogo Infante) é acusado de assediar sexualmente uma criança de 12 anos. A madre superiora do colégio católico (Eunice Muñoz) acusa-o do alegado abuso. O padre reclama a sua inocência. Será ele culpado ou inocente? A dúvida subsiste do início ao fim.

"A reunião de Diogo Infante e Eunice Muñoz, na peça Dúvida, é um desses momentos únicos de verdadeira excelência artística. São dois talentos brutais que se completam e se complementam: na idade, nos papéis que desempenham, na humildade com que se apresentam." In DN, por Pedro Rolo Duarte

O que fazemos quando não temos a certeza?
Como tomamos decisões?
De que forma nos relacionamos com o poder?
Somos capazes de viver com a incerteza?
Temos coragem de viver com Dúvida?
Somos capazes de aceitar a dor que a Dúvida e a sabedoria exigem?
Somos capazes de ser livres?
Vivemos numa mentira ou somos capazes de viver a vida com amor, coragem e verdade?
Ana Luísa Guimarães

A Dúvida requer mais coragem do que a convicção, e mais energia; porque a convicção é um lugar de repouso e a dúvida é infinita - é um exercício apaixonado. Podem sair da minha peça com incerteza. Podem querer ter a certeza. Analisem esse sentimento. Temos de aprender a viver com uma medida plena de incerteza. Não há última palavra. Isso é o silêncio debaixo do excesso de palavras do nosso tempo.
John Patrick Shanley
Brooklyn, Nova York
Março 2005

Interpretação Eunice Muñoz, Diogo Infante, Isabel Abreu e Lucília Raimundo, Encenação Ana Luísa Guimarães, Tradução Felipa Mourato e Ana Luísa Guimarães, Cenografia João Mendes Ribeiro, Desenho de luz Nuno Meira, Figurinos Carolina Espírito, Música original e piano Bernardo Sassetti, Percussão José Salgueiro, Orquestra Sinfonietta de Lisboa direcção de Vasco Pearce de Azevedo, Mistura e masterização Pedro Rego, Sonoplastia Hugo Alves 
Fotografia de cartaz Pedro Cláudio 
Assistente de encenação Catarina Requeijo
Assistente de cenografia Catarina Fortuna
Execução e montagem do cenário João Paulo Araújo e Alexandre Araújo
Mestra de guarda-roupa Florinda Basílio
Maquilhadora Joana Isfer 
Assistente de Eunice Muñoz Rita Simões
Produção Teatro Maria Matos

M/16

2009 © Design Martino&JañaDesign | Programação Webprodz | Optimizado para resoluções superiores a 1280x800