Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
menu logo
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
site atual logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
BLACK BOX

SEXTA 4 JUNHO, 19H30

A Fragilidade de Estarmos Juntos

Miguel Castro Caldas, António Alvarenga e Sónia Barbosa
ESTREIA ABSOLUTA
Festivais Gil Vicente

A Fragilidade de Estarmos Juntos é um espetáculo sobre os dilemas que surgem quando se vive casado com a democracia. Apesar de pensada há algum tempo, esta criação acabou por ser aguçada pela receção e pelo impacto público da peça Catarina e a beleza de matar fascistas, de Tiago Rodrigues. Abordando temas absolutamente atuais, complexos e estruturantes do nosso futuro coletivo e individual – a democracia, o liberalismo, o populismo e a (re)ascensão de modelos autoritários – A Fragilidade de Estarmos Juntos pretende refletir sobre a forma como olhamos para a posição do outro e a possibilidade (e riscos) da empatia. Quem somos nós para nos colocarmos no lugar dos outros? Será que temos na vida e no mundo uma posição que nos permita dizer que quem pensa diferente de nós (e quem vota diferente de nós) não tem razão?

A Fragilidade de Estarmos Juntos
7,5 eur / 5,00 eur c/d

COMPRAR

Maiores de 12

Texto Miguel Castro Caldas (com colaboração de António Alvarenga e Sónia Barbosa)

Criação e interpretação António Alvarenga, Miguel Castro Caldas e Sónia Barbosa

Colaboração coreográfica João Fiadeiro

Design de luz Cristóvão Cunha 

Design vídeo Nuno Rodrigues

Artista convidado António Torres (com a sua performance "Cala-te")

Produção executiva Guida Rolo 

Produção Ritual de Domingo

Coprodução Centro Cultural Vila Flor, Cine-Teatro Louletano e Teatro Viriato