Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
menu logo
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
site atual logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
PEQUENO AUDITÓRIO

SEXTA 11 JUNHO, 19H30

Ainda estou aqui

Tiago Lima
ESTREIA ABSOLUTA
Festivais Gil Vicente

Ainda estou aqui explora a ideia de devoção ao entretenimento que, associada ao individualismo dos nossos tempos, explica que a solidão pode atingir qualquer um. Tiago Lima escreve e encena este espetáculo que é simultaneamente um concerto, contando com interpretação e música ao vivo de Bruno Ambrósio, Débora Umbelino aka Surma, Eduardo Frazão e Rodolfo Major. Ainda estou aqui é o projeto vencedor da 3ª edição da Bolsa Amélia Rey Colaço, uma iniciativa promovida pelo Centro Cultural Vila Flor (Guimarães), O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo), o Teatro Nacional D. Maria II (Lisboa) e o Teatro Viriato (Viseu), que se junta, assim, aos espetáculos “Parlamento Elefante” e “Aurora Negra”, vencedores das anteriores edições da Bolsa.

Ainda estou aqui
7,5 eur / 5,00 eur c/d

COMPRAR

Texto e encenação Tiago Lima

Músicos Bruno Ambrósio, Débora Umbelino aka Surma, Eduardo Frazão e Rodolfo Major

Direção musical Raimundo Carvalho

Música original A Junção

Iluminação Alexandre Costa

Adereços Daniela Cardante

Desenho de som Hugo Valverde e Luís Lucena

Ilustração Mariana Soares

Produção executiva Cláudia Teixeira

Comunicação Inês Lampreia

Gestão financeira e administração Vítor Alves Brotas

Produção Agência 25

Coprodução Teatro Nacional D. Maria II, A Oficina, O Espaço do Tempo e Teatro Viriato

Espetáculo criado com o apoio da Bolsa Amélia Rey Colaço, uma iniciativa do Teatro Nacional D. Maria II, Centro Cultural Vila Flor, O Espaço do Tempo e o Teatro Viriato


Projeto cofinanciado por COMPETE 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER)

_

Duração 1h10 min.

A classificar pela CCE