Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
menu logo
menu logo
menu logo
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
site atual logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Grande Auditório

SEXTA 27 MARÇO, 21H30

Eins Zwei Drei
Martin Zimmermann
ESPETÁCULO CANCELADO

Na sequência do Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença por novo Coronavírus (Covid-19) e das orientações da Direção-Geral da Saúde para diminuir a evolução epidemiológica, o espetáculo Eins Zwei Drei, de Martin Zimmermann, foi cancelado devido à impossibilidade de reagendamento por parte da companhia, que cancelou toda a tournée em Portugal e Espanha.


Uma vez que as bilheteiras físicas se encontram encerradas ao público, a devolução do valor dos bilhetes pode ser garantida através do e-mail bilheteira@aoficina.pt e do telefone 253 424 700.

Há regressos muito esperados. Este é um deles. Martin Zimmermann regressa ao CCVF para transpor todos os limites da comédia convencional, numa criação que se inspira no circo, uma das origens do artista suíço, para se cruzar com a dança, o teatro e a música numa elegante alquimia. Em Eins Zwei Drei (Um Dois Três), Zimmermann utiliza três personagens, arquétipos de palhaços, para abordar questões poderosas como a autoridade, a submissão e a liberdade. Três figuras arrancadas do mundo anárquico do circo sobrevivem, ou não, no ambiente estritamente controlado de um museu? Esta é a pergunta que se instala. O que se desenrola é altamente absurdo e trágico. Quanto mais controlado, mais cómico se torna o contexto. Com música tocada ao vivo por Colin Vallon, Eins Zwei Drei é interpretado por Tarek Halaby, Dimitri Jourde e o português Romeu Runa.

Conceito, direção, coreografia e figurinos Martin Zimmermann
Criado e interpretado por Tarek Halaby, Dimitri Jourde, Romeu Runa, Colin Vallon
Criação da música Colin Vallon
Dramaturgia Sabine Geistlich
Cenário Martin Zimmermann, Simeon Meier
Desenvolvimento e coordenação técnica Ingo Groher
Desenho de som Andy Neresheimer
Desenho de luz Jérôme Bueche
Colaboração artística Eugénie Rebetez
Assistente da direção Sarah Büchel
Diretor de palco na criação Roger Studer
Construção do cenário Ingo Groher Ateliers du Théâtre Vidy-Lausanne
Pinturas Michèle Rebetez-Martin
Confeção dos figurinos Katharina Baldauf Doris Mazzella
Diretor de palco Roger Studer / Jan Olislagers
Direção de luz Jérôme Bueche / Sarah Büchel
Direção de som Andy Neresheimer / Franck Bourgoin
Administrador técnico Sarah Büchel
Comunicação MZ Atelier
Bookkeeping Conny Heeb
Diretor de Produção Alain Vuignier
Produtor internacional Claire Béjanin
Produção MZ Atelier
Coprodução Biennale de la danse de Lyon 2018, Kaserne Basel, Le Volcan, scène nationale du Havre, Les 2 Scènes, scène nationale de Besançon, Les Théâtres de la Ville de Luxembourg, Maillon, Théâtre de Strasbourg – Scène européenne, Maison de la Culture de Bourges / Scène Nationale, Scène Nationale du Sud-Aquitain, Nebia – Biel / Bienne, Théâtre de la Ville, Paris, Theater Casino Zug, Theater Chur, Théâtre Vidy-Lausanne, Zürcher Theater Spektakel
Apoios Ernst Göhner Foundation, Cultural funds – Société Suisse des Auteurs (SSA), Stanley Thomas Johnson Foundation, Corymbo Foundation
Agradecimentos IG Rote Fabrik, Theater Neumarkt, Zürich
Ensaios finais Théâtre Vidy-Lausanne com a estreia a 24 abril 2018
Martin Zimmermann é apoiado por um acordo de financiamento cooperativo com Culture Department City of Zurich, Department of Culture Canton Zurich e Pro Helvetia – Swiss Arts Council
Martin Zimmermann é artista associado de Tanzhaus Zürich

_

Maiores de 12

Duração 90 min.